Kamala Harris fará evento com Bill Clinton sobre “empoderamento de mulheres”, gerando críticas

bill-clinton-kamala-harris-01

A vice-presidente Kamala Harris vai realizar um debate sobre “empoderamento de mulheres e meninas” com o ex-presidente Bill Clinton, que foi acusado de má conduta sexual por várias mulheres.

A Fundação Clinton anunciou na terça-feira que a discussão aconteceria como parte de um evento virtual com estudantes universitários de todo o mundo.

A fundação descreveu a palestra como: “Uma conversa individual com o presidente Clinton e a vice-presidente Kamala Harris sobre o impacto da pandemia COVID-19, sobre as mulheres, e o empoderamento de mulheres nos Estados Unidos e em todo o mundo.”

A palestra patrocinada pela Howard University levantou questões sobre acusações anteriores contra Clinton, bem como a defesa anterior de Harris em torno do movimento #MeToo.

Uma das mulheres que acusam Clinton, Juanita Broaddrick,  atacou o evento agendado:

“Isso é uma piada ?” ela perguntou em um tweet. “Esse pervertido… que me estuprou.” Em outro, ela perguntou se Howard University gostaria de incluí-la na palestra e incluiu uma foto da capa de seu livro reiterando sua acusação de estupro.

O ex-presidente negou várias acusações, incluindo a de Broaddrick, mas admitiu ter se envolvido em atividades sexuais com a estagiária da Casa Branca Monica Lewinsky.

“Para ‘empoderar as mulheres’, Kamala Harris e Howard University promoverão um homem que nenhum pai desejaria perto de sua filha”, disse o ex-chefe da campanha de Trump, Steve Cortes.

O evento ocorre no momento em que Harris enfrenta críticas por seu relativo silêncio sobre as alegações de má conduta sexual feitas contra o Governador de Nova York, Andrew Cuomo.