Trump está próximo de iniciar sua própria plataforma de rede social.

Donald-Trump

O ex-presidente Donald Trump e sua equipe estão próximos de iniciar sua própria plataforma de mídia social com o intuito de que ele possa ter seu espaço nas redes.

Os planos começaram depois que o Facebook, Instagram, Twitter, Snapchat e YouTube o baniram permanentemente de suas plataformas após o tumulto no Capitólio em janeiro.

Ainda esta semana, o Facebook removeu um vídeo de uma entrevista com Trump conduzida por sua nora Lara Trump, dizendo que qualquer conteúdo “na voz de Donald Trump” seria apagado da plataforma de mídia social.

Um grupo de funcionários do Trump recebeu um e-mail de um funcionário do Facebook antes da entrevista ser postada, avisando que qualquer conteúdo postado no Facebook e Instagram “na voz do presidente Trump não é permitido em nossas plataformas (incluindo novas postagens com o presidente Trump falando) “e avisado que” será removido se postado, resultando em limitações adicionais nas contas que postaram.”.

“Esta orientação se aplica a todas as contas de campanha e páginas, incluindo Team Trump, outros veículos de mensagens de campanha em nossas plataformas”, afirmou o e-mail, postado no Instagram pelo filho de Trump, Eric Trump.

A entrevista acabou sendo postada na página de Lara Trump no Facebook, mas foi retirada pela plataforma cumprindo assim a ameaça.

Lara Trump postou o e-mail em seu Instagram tendo gerado revolta dos apoiadores do ex-presidente.

Trumpbook? InstaTrump? Trumpter? SnapTrump? Ou Youtrump?

Não sabemos ainda os nomes, mas vindo do ex-presidente Trump sabemos que projetos grandes virão.