Naomi Osaka é eliminada e dupla brasileira faz quartas no tênis em Tóquio 2020

Japonesa que acendeu a pira Olímpica perde para a tcheca Vondrousova na terceira rodada. Stefani e Pigossi viram contra tchecas e seguem na competição. Já a chave de duplas mistas tem Melo e Stefani contra parceria de Djokovic

A estrela local do tênis Naomi Osaka está fora dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020. Nesta terça, a cabeça de chave 2 e campeã de quatro slams foi derrotada pela tcheca Marketa Vondrousova, número 42 do mundo, por 6/1 e 6/4 na terceira rodada.

Nas quartas de final, Vondrousova espera a vencedora do duelo entre a espanhola Paula Badosa e a argentina Nadia Podoroska.

Osaka foi a responsável por acender a pira Olímpica no Japão e era considerada uma das grandes favoritas ao título. A chave feminina de simples está mais aberta do que nunca, já que Osaka, a número 1 do mundo Ashleigh Barty e a cabeça de chave 3 Aryna Sabalenka (BLR) foram superadas.

Dupla brasileira nas quartas de final do feminino

Luisa Stefani e Laura Pigossi conquistaram uma importante vitória na chave de duplas feminina, virando a partida contra as tchecas Karolina Pliskova e Marketa Vondrousova (que derrotou Osaka) por 2/6, 6/4 e 13-11 no match tie-break.

O próximo desafio também é duro, contra as cabeças de chave 4, as americanas Bethanie Mattek-Sands e Jessica Pegula.

Chave de mistas terá Melo e Stefani contra Djokovic

A chave de duplas mistas do tênis nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020 foi sorteada nesta terça com 16 times e terá presença brasileira. Marcelo Melo e Luisa Stefani disputam o evento e estreiam contra a dupla sérvia formada pela lenda Novak Djokovic e por Nina Stojanovic.

Entre as duplas cabeças de chave, duas são formadas por jogadores de simples – os gregos Stefanos Tsitsipas e Maria Sakkari e Daniil Medvedev com Anastasia Pavlyuchenkova da ROC. Já os americanos Bethanie Mattek-Sands e Rajeev Ram têm mais sucesso nas duplas. No caso dos principais favoritos, Kristina Mladenovic e Nicolas Mahut, ambos disputam os dois circuitos, mas Mahut é um dos duplistas mais vencedores da última década com cinco slams.

Outras duplas fortes são os australianos Ashleigh Barty – que perdeu de forma chocante na primeira rodada de simples – com o duplista John Peers e a polonesa Iga Swiatek com Lukasz Kubot, o parceiro de Marcelo Melo no circuito.