Com gol de Matheus Cunha, Brasil vence Egito e avança para a semifinal

Em busca do bicampeonato Olímpico, seleção masculina de futebol superou egípcios pelo placar mínimo e vai para a semifinal na próxima terça-feira

Brasil e Egito entraram campo na manhã deste sábado (31) no Estádio de Saitama pelas quartas de final do torneio masculino Olímpico de futebol. Em edições de Jogos as duas seleções se enfrentaram em Londres 2012 com vitória brasileira por três a dois. Mais recentemente, em amistoso no Cairo em novembro de 2020vitória egípcia por dois a um sobre a seleção comandada por André Jardine.

As duas seleções foram dispostas para definirem a classificação no tempo regulamentar. Logo no início buscaram o gol, o que tornou o jogo rápido e interessante. O Brasil mostrou-se aos poucos superior a um Egito que marcava muito forte e defendia muito bem com cinco jogadores na linha de defesaClaudinho começou jogando e proporcionou muita movimentação no ataque. Aos 37 minutos, quando o Egito passava a gostar mais da partida, Richarlison em vez de cruzar fez um passe rasteiro para trás, para Matheus Cunha finalizar certeiro à direita do goleiro Elshenawy. Brasil um a zero e números finais no primeiro tempo, com oito chutes a gol dos brasileiros contra dois dos egípcios e 61 por cento de posse de bola.

Matheus Cunha comemora com os companheiros o gol feito sobre o Egito em jogo pelas quartas de final do torneio masculino Olímpico do futebol nos Jogos Tóquio 2020
Matheus Cunha comemora com os companheiros o gol feito sobre o Egito em jogo pelas quartas de final do torneio masculino Olímpico do futebol nos Jogos Tóquio 2020 Foto: Buda Mendes
Segundo tempo

No segundo tempo o Brasil manteve a superioridade, mas não soube transformar as oportunidades em gol. Matheus Cunha sentiu entrada forte do zagueiro egípcio e foi substituído por Paulinho. Pouco a pouco o Egito foi avançando, mas sequer levou tantos perigos, tendo sido a primeira finalização para o gol acontecido apenas perto dos 30 minutos do segundo tempo.

Apesar de o placar se manter, o Brasil não recuou, procurou o gol a todo instante, mas mesmo assim ele não saiu. Fim de partida e vitória por um a zero. O marcador foi o mínimo, entretanto a seleção manteve o controle da partida o jogo todo e neutralizou quaisquer oportunidades de ação que o Egito teve dentro dos noventa minutos – que foram poucas.

Com o resultado positivo, a seleção brasileira masculina de futebol avança à semifinal do torneio Olímpico e enfrentará o México, em uma reedição da final Olímpica de Londres 2012. Em Wembley, a tricolor venceu por dois a um, de virada, e ficou com o ouro.

“As chances claras foram todas nossas e o placar foi injusto por conta de tudo o que criamos. Tínhamos que ter definido antes, caso contrário no final temos que fazer um esforço bem grande, o que não acaba sendo bom. Daqui pra frente nesta reta final o segredo é o equilíbrio, ter a cabeça boa para poder competir bem. Numa competição tão curta a solidez defensiva é fundamental. Temos superado pouco a pouco pequenos problemas em campo e isso tem sido importante”.

-Dani Alves, capitão da seleção brasileira, na zona mista após a vitória para o Sportv

Formação do Brasil para jogo contra o Egito pelas quartas de final do torneio masculino Olímpico de futebol dos Jogos Tóquio 2020
Formação do Brasil para jogo contra o Egito pelas quartas de final do torneio masculino Olímpico de futebol dos Jogos Tóquio 2020 Foto: Buda Mendes
Ficha técnica
  • Brasil 1: 1 Santos; 3 Diego Carlos, 15 Nino, 13 Dani Alves (C), 6 Guilherme Arana; 5 Douglas Luiz, 8 Bruno Guimarães, 9 Matheus Cunha (7 Paulinho), 20 Claudinho (19 Reinier), 11 Antony (17 Malcom) e 10 Richarlison (2 Gabriel Menino). Reservas: 12 Brenno, 4 Ricardo Graça e 18 Matheus Henrique. Técnico: André Jardine.
  • Egito 0: 1 Elshenawy; 18 El Wench, 2 Hamdy (21 Mansy), 4 Galal, 6 Hegazy, 9 Mohamed (8 Maher), 10 Sobhi (C); 12 Tawfik, 13 Eraky (7 Mohsen), 14 Rayan (15 Ashour) e 20 Fotouh. Reservas: 16 Gad, 11 Adel e 17 Ramadan. Técnico: Gharib Shawky.
  • Arbitragem: Chris Beath (AUS); Anton Schchetinin (AUS) e George Lakrindis (AUS).
  • Gols: Matheus Cunha (BRA) aos 37 minutos (1 x 0).
  • Cartões: Amarelo para 11 Antony (BRA) e 12 Tawfik (EGY).

KIM Jingyu (KOR) em lance com Esquivel (MEX) durante as quartas de final do torneio masculino de futebol dos Jogos Olímpicos Tóquio 2021
KIM Jingyu (KOR) em lance com Esquivel (MEX) durante as quartas de final do torneio masculino de futebol dos Jogos Olímpicos Tóquio 2021 Foto: 2021 Getty Images
Fase quartas de final

Além de Brasil e Egito, três jogos definiram os semifinalistas do torneio Olímpico masculino do futebol:

  • Espanha 5 x 2 Costa do Marfim – 2 x 2 no tempo regulamentar, 3 x 0 na prorrogação – Estádio de Miyagi
  • Japão (4) 0 x 0 (2) Nova Zelândia – cobrança de pênaltis – Estádio Ibaraki Kashima
  • Brasil 1 x 0 Egito – Estádio de Saitama
  • República da Coreia 3 x 6 México – Estádio Internacional de Yokohama