Rebeca Andrade conquista a medalha de ouro no salto

Mais uma vez histórica para a ginástica feminina do Brasil: Depois da sua primeira medalha no individual geral, de prata, ela conquista o título Olímpico, no salto

Rebeca Andrade já tinha conquistado a primeira medalha Olímpica para a ginástica feminina do Brasil ao obter prata no individual geral feminino na última quinta-feira.

Neste domingo ela escreveu mais um lindo capítulo no Centro de Ginástica de Ariake ao conquistar a medalha de ouro no salto. O primeiro título Olímpico para a ginástica feminina brasileira.

A guarulhense atleta do CR Flamengo obteve a classificação após conquistar o terceiro lugar com média de 15.100 nos dois saltos, ficando atrás das norte-americanas Jade Carey e Simone BilesBiles, no entanto, abriu mão de disputar a final e foi substituída por Mykayla Skinner (USA), que havia ficado em quarto lugar logo atrás de Rebeca e, com isso, ficado de fora da decisão pelo ouro por conta do limite de duas finalistas apenas por país.

Rebeca Andrade salta para a glória nos Jogos Tóquio 2020
Rebeca Andrade salta para a glória nos Jogos Tóquio 2020
Foto: 2021 Getty Images

Rebeca foi a terceira a saltar. Na primeira tentativa, ela obteve a nota 15.166 e, na segunda, 15.000. Com a média de 15.083, nenhuma outra ginasta foi capaz de superá-la.

Dois saltos para o ouro Olímpico de Receba Andrade.

Depois da primeira medalha, a de prata obtida por ela mesma no individual geral, um momento muito especial para a ginástica feminina do Brasil, que teve a sua primeira campeã Olímpica. Entre os homens, Arthur Zanetti foi ouro em Londres 2012 e prata na Rio 2016 nas argolas. Diego Hypólito e Arthur Nory medalhas de prata e bronze na Rio 2016, respectivamente, ambos no solo.

“Estou bastante feliz, não sei o que dizer. Os saltos não saíram bem como eu queria, mas isso é da ginástica. Foi bom haver saltado em terceiro na ordem, para não perder o aquecimento. Me senti firme mesmo, leve, me diverti hoje. Amanhã [no solo] não vai ser diferente”.

-Rebeca Andrade, na zona mista após a Cerimônia de Premiação, para o Sportv

Final do solo

O “Baile de Favela”, do Mc João, vai voltar a tocar em Tóquio. A ginasta brasileira ainda disputará a final do solo, na segunda-feira (dia 2 de agosto). Foi justamente esta apresentação que garantiu a medalha de prata para Rebeca, dias atrás.

Também no dia 2, a partir das 5:00 (horário de Brasília) mais brasileiros nas finais da ginástica: Arthur Zanetti vai em busca da terceira medalha Olímpica nas argolas, enquanto que Caio Souza faz a final no salto.