Tóquio 2020: ROC tira Brasil da final Olímpica do vôlei masculino

Brasil procurava a quinta final Olímpica consecutiva no vôlei, mas caiu por 3-1 frente ao ROC. Briga pelo bronze será no dia 7 à 1:30 (horário de Brasília)

Duelo entre os dois últimos campeões Olímpicos, com a memória ainda fresca da derrota brasileira com a Rússia em Londres 2012, amenizada pela vitória nas semifinais da Rio 2016 que permitiu ao Brasil celebrar o tricampeonato Olímpico em casa.

Novo mano a mano entre duas seleções que se enfrentaram na fase de grupos (Comitê Olímpico Russo – ROC – venceu 3-0), mas a narrativa das semifinais começou diferente. No primeiro set o Brasil cavou vantagem de seis pontos – com três bloqueios consecutivos de Lucão e Lucarelli espetacular no saque – e nunca mais olhou para trás, fechando em 25-18.

O ROC subiu o nível no segundo set e chegou a liderar por sete pontos, obrigando Renan Dal Zotto a parar o jogo. O Brasil voltou com outra eficácia do timeout e criou problemas aos russos com o saque (Leal sacou acima dos 120km/h nessa fase), se aproximando até dois pontos, mas o ROC manteve a calma e fechou em 25-21.

Bruninho parecia ser a chave que iria desbloquear o terceiro set. Recuperou o conforto junto da rede, distribuiu bem a bola pelos atacantes, arriscou um ataque surpreendendo os russos e até ganhou um ponto no bloqueio celebrando muito. O Brasil esteve com 19-12 a favor, mas os russos não tremeram e empataram a 22 com o saque e o bloqueio decisivos. Mentalmente o Brasil sofreu e acabou perdendo 26-24 na segunda bola de set que o ROC teve para fechar.

quarto set foi novamente pautado pelo equilíbrio, mas faltou uma clara referência ofensiva ao Brasil, enquanto do lado do ROC Mikhaylov (22 pontos) e Kliuka (15 pontos) comandaram o time nos pontos decisivos. A partida terminou com parcial de 25-23 e um total de 3-1 favorável ao ROC.

Foram duas décadas jogando finais Olímpicas para a seleção masculina brasileira, mas em Tóquio 2020 é o ROC que vai brigar pelo ouro. Não foi possível materializar a quinta final consecutiva no vôlei, pelo que o Brasil vai ter que brigar pelo bronze.

Em Tóquio 2020 o Brasil teve desfechos diferentes na dupla jornada contra o ROC. Os homens caíram na semifinal, enquanto a seleção feminina afastou as europeias nas quartas de final e se prepara para discutir o acesso à final contra a República da Coreia.