Kuliba sobre conversações com a Rússia: não trocamos pessoas

O chanceler acredita que, de qualquer forma, haverá questões que exigirão negociações entre os presidentes.

 

O Ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, falou na maratona da UA sobre as próximas conversações entre a Ucrânia e a Rússia em Istambul.
Segundo ele, existem dois programas – um mínimo – discussão de questões humanitárias, e um máximo – um cessar-fogo e um acordo estável sobre isso.
Kuleba ressaltou que no momento não há acordos sobre nenhum ponto fundamental. Até agora, as partes estão trocando pontos de vista e posições.
Ao mesmo tempo, de acordo com o ministro das Relações Exteriores, o presidente da Ucrânia Volodymyr Zelensky deu condições claras de que nosso país não comercialize pessoas, terras e soberania.
Se a delegação ucraniana vê que o humor dos russos mudou e eles estão prontos para uma conversa séria e substantiva e acordos equilibrados, então “vamos seguir em frente”.
Kuleba garante ainda que, mesmo que as negociações sejam bem-sucedidas, ainda haverá questões que exigirão conversas entre os presidentes e chanceleres dos dois países.
“Eu descarto a situação em que o governo fará algo sem a vontade do povo. O referendo é um assunto interno da Ucrânia, então não é discutido nas negociações”, acrescentou o ministro das Relações Exteriores.