Acidentalmente, menina de 12 anos mata primo e se mata em live no Instagram

Os agentes trataram o ocorrido com Paris Harvey, 12, e Kuaron Harvey, 14, como um assassinato seguido de suicídio. No entanto, a família afirma que foi um “acidente bizarro”

 

Uma norte-americana de 12 anos matou, acidentalmente, o primo de 14 anos e depois se matou durante uma live no Instagram, no Missouri, EUA. Eles estavam em uma festa de aniversário quando a tragédia ocorreu. A polícia foi acionada por volta das 2h da sexta-feira (25/3) e constataram a morte dos dois ainda no local, no centro da cidade de St. Louis.

Os agentes trataram o ocorrido com Paris Harvey, 12, e Kuaron Harvey, 14, como um assassinato seguido de suicídio. No entanto, a família afirma que foi um “acidente bizarro”. “Não foi assassinato. Não foi um suicídio. Foi um acidente bizarro. Aconteceu”, disse a mãe da adolescente, Shinise Harvey, ao Daily Mail.

O episódio ocorreu durante uma festa da família, quando a adolescente Paris e o primo Kuaron se trancaram no banheiro do apartamento em que o evento ocorria, e começaram uma transmissão ao vivo para mostrar a arma, que causou a tragédia. A polícia ainda não sabe de quem é a arma e como as vítimas tiveram acesso a ela.

A avó dos adolescentes, Susan Dyson, assistia à live no momento da tragédia e afirmou que os dois não discutiam, apenas mostravam a arma aos poucos seguidores, em uma ação que a família classificou como “uma tentativa de parecer muito descolados” para os poucos seguidores da rede social .

Ela contou que um primeiro disparo “escapou” e atingiu Kuaron na cabeça. Com o susto, a menina deixou a arma cair, e ao pegá-la novamente, pegou pelo gatilho e a arma, que estava apontada para ela, fez um novo disparo fatal contra Paris.

“Não era uma situação em que eles estavam discutindo ou algo assim. Eles estavam brincando com a arma, quando não deveriam estar. Claro, eles não deveriam ter feito isso. Ela disparou por engano”, disse a avó ao jornal Post-dispatch.

Os familiares contaram que, inicialmente, os adolescentes não iriam para a festa por serem apenas para jovens e adultos da família. Mas, por insistência dos primos, as mães deles permitiram que os dois fossem à comemoração, mas as mulheres não permaneceram no local.

Mãe da adolescente de 12 anos, Shinise Harvey, chora ao falar sobre o ocorrido. Ela lamenta o fato dos familiares presentes no local não “ficarem de olho” nos primos.

“Não importa o quão bem tentamos criar nossos filhos, eles ainda vão se aventurar”, lamentou a mãe de Paris, Shinise, que não viu a transmissão ao vivo. “Com toda a família que estava lá, todos deveriam ter certeza de que os dois estavam bem. Todos deveriam ficar de olho. Temos que cuidar um dos outros, somos uma família e eles eram jovens”, disse aos prantos a mulher ao canal ABC News.

De acordo com os familiares, os primos eram próximos e se chamavam de irmão e irmã. Os dois sempre estavam juntos em alguma transmissão ao vivo para mostrar novas rimas de rap, tendências da internet e brincadeiras que eles faziam com outros familiares.

Paris tinha oito irmãos e foi descrita pela família como “uma aluna engraçada da sétima série” e “dona de uma voz linda”. Já Kuaron foi descrito como um adolescente brincalhão, ativo e que sempre estava prestes a dar “um mortal para trás”.

Correio Braziliense