PROS tem de devolver mais de R$ 11 milhões, decide TSE

Corte eleitoral entendeu, por unanimidade, que a prestação de contas de 2016 do diretório estava imprópria