Aluna brasileira que criou garrafa capaz de tornar qualquer água potável, vence torneio mundial

Bárbara Paiva, estudante de Engenharia da Universidade Federal de Ouro Preto, venceu um concurso na Turquia, que avaliava projetos criados por alunos de mais de 40 países

A Bárbara Paiva, estudante de Engenharia da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), venceu uma competição mundial que avaliava projetos construídos por alunos de diversos países. A tecnologia de Bárbara venceu 443 equipes e disputou a final com alunos de 44 países. A etapa final do concurso foi realizada em 27 de março de 2022, em Istambul, na Turquia. No qual a estudante foi vencedora do troneio storytelling.

De início, a aluna da UFOP foi campeã da etapa nacional com uma tecnologia que produz água potável esterilizada por meio da radiação, com um filtro carregado por meio da luz solar. Todo o processo foi pensado com o intuito de não gerar nenhuma energia poluente.

Conheça a história

Uma estudante mineira criou uma garrafa que transforma qualquer água em potável, por meio da radiação com filtro carregado à luz solar. E mais: ela cabe na palma da mão e pode ser levada a qualquer lugar que você quiser! O nome do projeto é “Aqualux”.

Bárbara Paiva estuda na Universidade Federal de Ouro Preto, e se inscreveu para participar do programa internacional ‘Red Bull Basement’, liderado por universidades que buscam capacitar alunos com ideias inovadoras por meio da tecnologia. Atualmente na 4ª edição, o programa recebeu a inscrição de mais de 440 equipes brasileiras, incluindo aqui a de Bárbara, que logo se tornou a que mais chamou atenção.

“A ideia do projeto surgiu no meu mestrado, onde estudo a esterilização de parasitas via radiação, e pensei em aplicar isso para ajudar as pessoas de forma simples e viável”, contou a estudante. “Essa oportunidade de ser a campeã nacional tem sido incrível ao meu projeto, porque além de me ajudar no desenvolvimento, ainda ajuda a acelerar o processo e aumentar a visibilidade”, completou.