Mulher engole chip rastreador de cachorro ao comer espetinho na rua

Uma mulher chilena acabou engolindo um microchip próprio de rastreamento de cachorro ao comer um espetinho de carne comprado na rua. A Câmara Municipal da comuna Estación Central, em Santiago, fez uma postagem nesta quinta-feira no Twitter para alertar a população sobre os riscos do consumo de alimentos sem procedência conhecida.

No Facebook, a vereadora Michelle Tabilo Gatica relatou que a mulher procurou um hospital ao sentir “incômodo” no estômago. Foi então verificado que ela havia engolido um rastreador de cães. Posteriormente, a apuração do caso concluiu que a carne ingerida era de fato de um cachorro.

De acordo com o portal “Cooperativa”, a vereadora solicitou uma “inspeção de alimentos no comércio ilegal” com o objetivo de resolver este problema que não afeta apenas o município em questão. Uma operação foi realizada pela prefeitura para fiscalizar o comércio local.

Além disso, Tabilo recomendou que a população “cuide de seus animais de estimação”.

O microchip engolido pela mulher tem o tamanho de um grão de arroz. Normalmente, ele é implantado sob a pele do animal, de forma que suas informações de localização sejam enviadas a um dispositivo específico.