Com 21 anos, o chihuahua TobyKeith é o cão vivo mais velho do mundo

Adotado por sua tutora Gisela Shore quando ainda era um filhote de poucos meses, hoje, o chihuahua TobyKeith está muito, mas muito idoso. Surpreendentemente, ele completou 21 anos e 66 dias de idade em 16 de março de 2022, tornando-se o cachorro vivo mais velho do mundo, segundo o World Guiness Records.
O cão de terceira idade vive com sua família em Greenacres, no estado norte-americano da Flórida, e tem uma condição cardíaca que não lhe traz muitos problemas. Nascido no dia 9 de janeiro de 2001, o cachorro foi acolhido quando filhote pelo abrigo de animais Peggy Adams Animal Rescue, no qual Shore era voluntária e cuidava de 150 cães.
“Um dos funcionários me contou sobre um casal de idosos tentando entregar um filhote porque não podiam mais cuidar dele”, lembra a dona, ao Guinness. “Eu me encontrei com o casal e fui apresentada a um pequeno chihuahua bronzeado. Eles o chamavam de Manteiga de Amendoim. Mais tarde, mudei seu nome para TobyKeith.”
Dali em diante se passaram mais de duas décadas de companheirismo entre o cão e a tutora. Shore percebeu, então, que o cachorro de 20 anos de idade poderia ser o mais velho do mundo — até porque amigos e familiares o consideravam o mais velho que eles conheciam.
Quando o recorde mundial foi confirmado pelo World Guinness Records, todos ficaram emocionados. “Isso definitivamente trouxe um grande sorriso no meu rosto!”, afirma a mulher. TobyKeith ganhou uma “mudança de visual” por ter se tornado um recordista: ele tomou banho, teve as unhas aparadas e foi passear de carro vestindo uma roupa com pompons coloridos.
Shore acredita que seu cãozinho continua saudável devido a exercícios regulares e a uma dieta saudável, composta de vegetais, arroz e frango. Ela também dispensa dar ao mascote qualquer tipo de guloseima açucarada e também considera que a chave para um cão alcançar a longevidade é, além da alimentação, a genética e, claro, um lar amoroso.
Essa “fórmula” para a velhice parece ter dado certo: TobyKeith excedeu em muito a expectativa de vida normal de um chihuahua, que pode variar de 12 a 18 anos, segundo o Guinness. “As pessoas não podem acreditar o quão bom ele parece para sua idade”, conta a dona do mascote.
Tobykeith é considerado pela tutora seu “pequeno guarda-costas”, que a acompanha para vários lugares e deita em cima dela quando eles assistem à televisão juntos. Além do chihuahua, Shore tem dois outros cachorros (Luna, uma buldogue americana de 7 anos, e Lala, uma cadela-de-crista-chinêsa de 3 anos) e duas aves (Coco, uma cacatua-branca de 28 anos, e Coqui, um papagaio-cinzento de 32 anos).
Galileu