Diretório do União Brasil de Sumaré terá gestão compartilhada

Rodrigo Formigoni e Alisson Chuma, presidentes do DEM e PSL, respectivamente, dividirão direção da nova sigla

 

Nascido da fusão do DEM (Democratas) e PSL (Partido Social Liberal), o UNIÃO BRASIL terá dois presidentes no diretório de Sumaré.

A medida foi anunciada nesta quarta-feira (13) e, com isso, os presidentes do DEM, Rodrigo Formigoni, e PSL, Alisson Chuma implantarão um modelo inédito de gestão partidária na região, compartilhando o comando local da agremiação.

“O que pretendemos é que, dentro de Sumaré, o pleito eleitoral transcorra dentro da legalidade e em completa harmonia como a pluralidade de partidos”, comenta Alisson Chuma.

Segundo ele, o objetivo do partido é realizar um excelente trabalho em Sumaré, que possa refletir no resultado da próxima eleição, como em 2020, em que participamos ativamente na reeleição do prefeito Luiz Dalben.

“A palavra de ordem é união e nada é mais importante em eleições que o respeito ao processo democrático. O trabalho em grupo é o que determina maior ou menor sucesso”, completa Formigoni.

A gestão compartilhada também foi chancelada pelo vice-presidente estadual do União Brasil, Júnior Bozzella, que afirma estar confiante do direcionamento local da dupla de presidentes. “Não tenho dúvida que o União Brasil estará muito bem cuidado e que, juntos, eles farão com que o partido  cresça e participe intensamente do processo eleitoral, acompanhando a atual administração, apoiando e reforçando compromissos firmados para o  novo pleito”, opinou Bozzela.

Em meio a toda essa movimentação, o União Brasil se prepara para o novo cenário de eleições, sem perder o foco nas participações regionais, acreditando ser possível atender todas as demandas sem prejuízo dos interesses do partido.