Juninho Dias propõe atendimento multilíngue para a população cega, surda, muda ou imigrante

O vereador Juninho Dias (MDB) protocolou na secretaria da Câmara Municipal de Americana um requerimento no qual questiona o Poder Executivo sobre a comunicação utilizada no atendimento ao público estrangeiro e portador de deficiência visual, auditiva e mudez, e uma indicação na qual sugere a implantação de atendimento multilíngue nos órgãos públicos municipais.
No requerimento, o parlamentar destaca a necessidade de um atendimento inclusivo e completo, questionando como tem sido implementada a comunicação multilíngue na administração pública direta e indireta. Já na indicação, Juninho propõe o atendimento multilíngue por formulários, pessoas capacitadas ou uma central de informações que disponha de pessoas preparadas para a expansão da língua.
“Infelizmente não há dados atualizados sobre os números populacionais desses habitantes. Mas temos cada vez mais recebido estrangeiros que escolhem Americana para residir. Muitos haitianos que tiveram seu país destruído por um terremoto e merecem uma nova vida, bolivianos que pela paixão pelo têxtil veem em Americana uma nova oportunidade de vida, além de um número alto de deficientes”, frisa o autor.
“Enfim, temos nos preparado para isso? Para garantir que eles também sejam ofertados serviços públicos de forma plena? São questões que precisam ser respondidas, principalmente, no caso de atendimento a pessoas deficientes visuais, auditivos e que apresentam mudez, temos nos tornado realmente acessíveis? O Poder Público precisa garantir além da prestação do serviço, a comunicação entre eles, fortalecendo a acessibilidade em Americana”, acrescentou Juninho.