Após ‘McPicanha’ sem picanha, Procon notifica BK por ‘Whopper Costela’ sem costela

Rede de fast food deverá esclarecer sobre o produto Whopper Costela e suas composições nutricionais; “O consumidor é levado a erro”, diz diretor executivo do Procon-SP

 

Depois da polêmica envolvendo o McDonald’s e o lanche McPicanha sem picanha, na semana passada, o mundo do fast food estremeceu após mais uma rede ser acusada de enganar os consumidores em suas propagandas.

Desta vez, usuários das redes sociais têm afirmado que, apesar do nome, o sanduíche Whopper Costela, do Burger King, não tem costela em seus ingredientes. O próprio Burger King confirmou que o hambúrguer do sanduíche é feito com paleta suína e tem “aroma natural de costela”.

O caso viralizou na internet e chegou a alta cúpula do Procon-SP que notificou, na segunda-feira (2), a BK Brasil Operação e Assessoria a Restaurantes SA (Burger King) a apresentar explicações sobre a composição e a campanha publicitária do sanduíche Whopper Costela, rede de fast food deverá esclarecer sobre o produto até o dia 6 de maio.
“O Procon-SP tem olhado com preocupação a publicidade de produtos alimentícios que destacam um determinado ingrediente que não faz parte da composição daquele produto ou que não tem o ingrediente na sua composição principal. Nesse caso específico do Burger King, o consumidor compra o sanduíche acreditando que irá ingerir a carne da costela, ou seja, o consumidor é levado a erro”, explica Guilherme Farid, diretor executivo do Procon-SP.
A empresa deverá apresentar a tabela nutricional do sanduíche, atestando a composição de cada um dos ingredientes (carne, molhos, aditivos, dentre outros) e documentos que comprovem os testes de qualidade realizados, demonstrando o processo de manipulação, acondicionamento e tempo indicado para consumo.
O órgão de defesa também pede que a empresa apresente: os gabaritos das embalagens utilizadas para acondicionamento do produto nas lojas físicas para consumo imediato e para entrega (delivery); cópia dos materiais publicitários da divulgação da atual linha do produto e de campanhas anteriores de sanduíches similares – com “aroma de costelinha”, veiculados nos meios de comunicação e nas redes sociais pela empresa e por parceiros.
O Procon-SP quer ainda que a rede envie os documentos de autorização de comercialização dos produtos junto aos órgãos oficiais competentes, bem como dos termos das respectivas campanhas publicitárias vinculadas.
“Se ficar comprovado que houve indução do consumidor a erro, a empresa pode ser multada por publicidade enganosa em até 11,6 milhões de reais”, avisa Farid.
Burger King diz que ‘sempre comunicou com clareza’

 

"Carne de porco (paleta suína) e com aroma 100% natural de costela suína, sem aditivos ou conservantes", diz BK (Divulgação BK)
“Carne de porco (paleta suína) e com aroma 100% natural de costela suína, sem aditivos ou conservantes”, diz BK (Divulgação BK)

Em um pronunciamento recente, a Burger King já havia informado que desde o lançamento do produto, “sempre comunicou com clareza em todos os seus materiais de comunicação a composição do hambúrguer presente no sanduíche, produzido à base de carne de porco (paleta suína) e com aroma 100% natural de costela suína”, sem aditivos ou conservantes.

A empresa afirmou ainda que “a transparência para com os nossos clientes é um valor fundamental e inegociável” e que “todas as informações sobre a composição do produto podem ser facilmente identificadas nas peças publicitárias, cardápios e demais materiais oficiais do Burger King”.

Burger King x Palmeiras

No lançamento do lanche, em dezembro de 2021, um comercial parece ter irritado boa parte da torcida palmeirense após atores do vídeo dizerem que o lanche com carne de porco seria o único campeão.

A propaganda faz diversas referências ao futebol. Na época, a Sociedade Esportiva Palmeiras notificou extraoficialmente o Burger King, dizendo que o comercial fez uma menção indireta ao time, o que caracterizaria “marketing de emboscada”, e pediu que as peças publicitárias fossem retiradas do ar. O porco é considerado o mascote do time palmeirense.
Para o BK, porém, a rede não fez nenhuma “menção direta ao clube” e “o objetivo era apresentar o novo produto de forma divertida”.
Assista ao comercial do produto, que diz que o hambúrguer é “sabor costela”, com temática esportiva: