Caoa Chery suspende produção em fábrica no interior de SP

A unidade de Jacareí vai permanecer fechada até 2025 e retomar a produção apenas com carros elétricos

A Caoa Chery, informou nesta quinta-feira, 05, que vai fechar a fábrica de Jacareí, no interior de São Paulo. De acordo com a empresa, a unidade será remodelada para a produção futura de veículos elétricos e híbridos.

Em nota, a Caoa Chery informou que deve retomar as atividades em 2025. A adoção da nova estratégia tem como objetivo eletrificar todos os carros da empresa até o final do ano que vem, seguindo “as demandas globais em relação à mobilidade sustentável” e “visando a modernização e atualização das linhas de produção.”

Segundo informou a empresa, que teve em Jacareí a sua primeira fábrica no Brasil, instalada em agosto de 2014, as adaptações da unidade de SP seguirão os mesmos processos produtivos adotados pela montadora de Anápolis (GO), que já possui capacidade tecnológica para produção de carros híbridos.

O plano de investimento da Caoa Chery para o período entre 2021 e 2025 equivale a R$ 1,5 bilhão. As mudanças refletem a intenção da companhia de se tornar a pioneira no desenvolvimento e produção de veículos “verdes” em todo território nacional.

Demissões na fábrica

A fábrica em Jacareí conta com aproximadamente 600 funcionários. Dentre eles, cerca de 370 fazem parte do setor de produção de veículos.

De acordo com Weller Gonçalves, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e região, a unidade da Caoa Chery deve demitir 485 pessoas. As vendas fracas do modelo Tiggo 3x são um dos motivos alegados pela montadora para afastar a equipe da fábrica.

Revista Oeste