Prefeitura de SP suspende cachê de Daniela Mercury por show pró-Lula

Controladoria-Geral do Município defendeu a medida

A prefeitura de São Paulo suspendeu nesta quinta-feira, 5, o cachê de R$ 100 mil destinado a Daniela Mercury. Isso porque a Controladoria-Geral de São Paulo, órgão do Executivo municipal, entendeu que o pagamento tem de ser feito apenas depois da “apuração dos fatos e eventuais responsabilidades funcionais e empresariais”.

No Dia do Trabalho, a cantora se apresentou em São Paulo, na Praça Charles Miller, e pediu que a plateia votasse no ex-presidente Lula, pré-candidato ao Planalto neste ano.

Revista Oeste