‘Não adianta desconfiar da urna, Bolsonaro tem medo de ser preso’, diz Lula

Ex-presidente afirmou ainda que os dias do chefe do Executivo “estão contados”

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse que o presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), está com os “dias contados” e tem “medo de ser preso”, caso perca as eleições deste ano.

Segundo Lula, esses são os motivos pelos quais Bolsonaro questiona a lisura do processo eleitoral. “Bolsonaro, seus dias estão contados. Não adianta desconfiar de urna. Você tem medo de perder as eleições e ser preso depois de terminar as eleições”, disse Lula, em Belo Horizonte. O petista começou sua incursão pelo país por Minas Gerais, o segundo maior colégio eleitoral do Brasil, atrás apenas de São Paulo.

Lula ainda culpou o governo Bolsonaro pela suposta imagem negativa do país no exterior. “Este país era respeitado pelo mundo inteiro e, hoje, virou pária, pois ninguém quer ter contato com esse presidente que não representa o povo brasileiro. Este país nasceu para ser gostado.”

Depois do fiasco de público nas manifestações do 1° de Maio, Lula também convocou o eleitorado a se mobilizar em prol de sua campanha.

“Para ganhar essas eleições, precisamos trabalhar. Nós temos que visitar cada rua, loja, agência bancária, porta de fábrica. Precisamos ficar na estação do metrô, do trem, do ponto de ônibus, na rua, onde as pessoas estão passando para conversar com elas, porque nosso adversário mente sete vezes por dia, ele é o rei da fake news, o rei da mentira. Ele conta todo dia mentiras contra o povo brasileiro”, disse.

No Twitter, o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) reagiu. “Por que o descondenado (sic) e seus comparsas berram com tanto ódio há tanto tempo suplicando prisão para qualquer opositor político? Isso é um ato democrático?”, questionou o filho do presidente.

Revista Oeste