Multinacional BorgWarner construirá fábrica de baterias para veículos elétricos em Piracicaba – SP

A multinacional BorgWarner construirá uma fábrica de baterias para veículos elétricos em Piracicaba 

A multinacional BorgWarner anunciou que desenvolverá uma fábrica de baterias para veículos elétricos no município de Piracicaba (SP), dentro da sua unidade que fabrica componentes para reposição e sistemas de injeção. A informação foi confirmada pelo vice-presidente de aftermarket da multinacional para a América do Sul, Amaury Oliveira, durante entrevista na Autopar 2022. De acordo com o executivo, a empresa adquiriu a Akasol e está desenvolvendo uma fábrica de baterias em SP para equipar os veículos elétricos que serão fabricados na América do Sul e também para exportar.

Entenda os planos da multinacional BorgWarner

A expectativa, de acordo com Oliveira, é que a fábrica de baterias para carros elétricos esteja pronta já no próximo ano. A Akasol é uma fabricante de baterias para carros elétricos fundada em 2008, na Alemanha.

A unidade no Brasil se unirá a uma fábrica dos Estados Unidos e à Gigafactory 1, instalada na Europa desde o último ano. O executivo não divulgou os pormenores do projeto, como o tamanho da unidade em SP, a capacidade de produção e as empresas do setor automotivo que planeja atender. 

Para avançar no mercado OEM e de reposição, a BorgWarner utiliza dois projetos principais, que são a compra de outras empresas que podem contribuir com seus negócios e também a expansão do seu portfólio. Durante a Autopar deste ano, uma feira de fornecedores do setor automotivo, que é realizada em Pinhais (PR), foram apresentadas novidades para o mercado de reposição, caso das novas linhas de direção e suspensão que atendem a 80% do setor de veículos premium.

Outros lançamentos apresentados pela multinacional

Bobinas de ignição para mais de 4,5 milhões de veículos, embreagem para veículos pesados, compressores, motores de partidas start-stop nacional e sensores de oxigênio também farão parte dos lançamentos apresentados pela empresa.

A multinacional BorgWarner, além da fábrica de baterias para veículos elétricos em SP, anunciou a mudança na comunicação visual de suas peças para o setor leve de reposição com a unificação de todas as marcas como BorgWarner.

No setor pesado, as marcas serão mantidas, como a Delphi. Oliveira comentou sobre as expectativas para este ano, que a multinacional observa pontos de atenção como o dólar, a alta nos custos e a situação na China, mas que até agora o desempenho no ano é positivo e espera que continue assim nos próximos meses.

BorgWarner compra AKASOL

A BorgWarner e a AKASOL anunciaram em fevereiro deste ano um Acordo de Combinação de Negócios e, na época, o CEO da BorgWarner, Frédéric Lissalde, afirmou que a AKASOL é um excelente ajuste estratégico, pois a multinacional busca continuar expandindo seu portfólio de eletrificação e capitalização a profunda mudança da indústria rumo à implementação de veículos elétricos.

A presença de fabricação da produtora de baterias e a base de clientes em produção estabelecida são complementares à da multinacional e visam acelerar sua presença no mercado de rápida expansão de veículos comerciais e baterias fora de estrada. Sediada em Darmstadt, na Alemanha, a AKASOL desenvolve e produz baterias personalizáveis para ônibus, veículos ferroviários, veículos comerciais e veículos industriais, assim como navios e barcos.

A tecnologia de sistema da empresa é independente de células, disponibilizando uma solução flexível e de baixo custo para clientes de classe mundial. Com mais de 300 colaboradores e três fábricas na Alemanha e uma nos EUA, a empresa acredita que está bem posicionada para capitalizar a grande oportunidade de mercado na América do Norte e na Europa.