CEO do Citigroup afirma que Europa deve entrar em recessão

Jane Fraser diz estar preocupada com a possibilidade de contração da economia europeia, enquanto vê maior resiliência nos EUA e na Ásia

Jane Fraser, A CEO do Citigroup, um dos maiores bancos do mundo, disse estar convencida de que a Europa está caminhando para uma recessão. Para ela, a contração da economia europeia seria resultado de múltiplos fatores, como a crise global na cadeia de suprimentos e outros que afetam a região de maneira mais particular, como a crise energética e a proximidade geográfica com a guerra na Ucrânia.

“A Europa está bem no meio das tempestades”, disse a executiva em um dos painéis do Fórum Econômico Mundial, que acontece em Davos. A executiva se mostrou menos preocupada com as economias americana e asiáticas, afirmando que a primeira tem demonstrado certa resiliência, mas admitindo a possibilidade de mudanças de avaliação conforme a política do Fed.

No painel do Fórum, junto de Fraser estava Francois Villeroy de Galhau, presidente do Banco Central francês, que tem influência no Banco Central Europeu (BCE). Galhau discordou da avaliação da CEO, minimizando os desafios que o continente enfrenta e ressaltando que, ao menos no curto prazo, o grande problema é a inflação, que pode ser combatida através de política monetária do BCE. Tanto Galhau quanto o presidente do Banco Central alemão, Joachim Nagel, deram declarações neste mês dizendo que o BCE deve aumentar sua taxa de juros em breve como resposta à inflação crescente.

Veja