Dr. Daniel pede informações sobre estrutura da estação de tratamento de esgoto da Praia Azul

O vereador Dr. Daniel (PDT) protocolou na secretaria da Câmara Municipal de Americana um requerimento pedindo informações ao Poder Executivo e ao Departamento de Água e Esgoto de Americana (DAE) sobre a atual estrutura da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) da Praia Azul.

Segundo com o parlamentar, existe uma preocupação sobre a capacidade de atendimento da estação perante o crescimento populacional da região. “Sabemos que a região Praia Azul tem recebidos novos empreendimentos imobiliários nos últimos anos, aumentando relativamente a geração de esgoto sanitário. Todo o esgoto lá gerado é coletado e enviado para a ETE da Praia Azul e, segundo informações do próprio DAE, tal estação de tratamento está operando com 95% de sua capacidade. Diante dessa expansão imobiliária naquela região, fica a dúvida e a preocupação de como o município irá tratar o volume de esgoto gerado por novos empreendimentos”, aponta.

No requerimento, Dr. Daniel pergunta como será feito o tratamento de todo o volume de esgoto gerado diante da expansão imobiliária da região e quais contrapartidas foram exigidas pela prefeitura aos novos empreendimentos.

O parlamentar pede cópia da planta da unidade, demonstrando a capacidade de tratamento de esgoto por hora, questiona quantos metros cúbicos por hora a ETE recebe e qual sua capacidade de atendimento.

Ainda de acordo com o vereador, em fiscalização feita sobrevoando a região foi constatado que a unidade possui dimensões pequenas em comparação com a área em expansão. “Qual será o investimento que o DAE tem programado para atender todo o novo volume de esgoto gerado naquela região? Os novos empreendimentos irão participar desse investimento? Caso contrário qual foi o motivo da não participação, sabendo que é de responsabilidade do empreendedor cuidar desse item?”, pergunta.

Por fim, Dr. Daniel relata ter verificado o despejo de esgoto in natura na represa do Salto Grande e cobra providências. “Nota-se uma total degradação e destruição ao meio ambiente na região onde se encontra o emissário de esgoto da ETE Praia Azul, configurando crime ambiental”, aponta. O vereador pergunta quais medidas a prefeitura irá tomar para sanar o impacto ambiental gerado no reservatório.

O requerimento será discutido e votado pelos vereadores em plenário, na sessão ordinária desta quinta-feira (26).