Você aceita ganhar R$ 10 mil para conviver com baratas?

Encontrar uma barata não é uma visão muito agradável para a maioria das pessoas, entretanto, uma companhia americana que atua no ramo de controle de pragas, a ‘Pest Informer’, está oferecendo uma oferta inusitada: US$ 2 mil para quem aceitar conviver com 100 delas por 30 dias. O valor corresponde a R$ 10,3 mil na cotação atual.

A meta do experimento é testar alguns métodos diferenciados de controle de insetos. Segundo a página da companhia, de 5 a 7 pessoas serão selecionados para a bateria de testes.

Mão humana segurando uma barata com uma casa ao fundo.
Imagem: MR.RAWIN TANPIN/Shutterstock

Caso as técnicas experimentais não funcionarem, métodos mais tradicionais serão utilizados para livrar a casa das baratas. “Todos os tratamentos testados são seguros para famílias e animais de estimação”, informa o comunicado oficial da empresa.

A Pest Informer ressalta ainda que os moradores não podem interferir na avaliação, devendo apenas tolerar a convivência diária com as baratas por um mês: “Você não deve tentar nenhum tratamento adicional durante a duração do estudo”.

Quem estiver disposto a se inscrever no programa poderá fazê-lo até o dia 31 de julho desde que more nos EUA. Somente maiores de 21 anos podem se candidatar e um dos requisitos é ser o proprietário do imóvel. Para inquilinos, é preciso apresentar uma declaração formal do dono da casa autorizando a condução dos testes.

Fonte: The Pest Informer

Grupo de cientistas pretende criar insetos ciborgues

Um grupo de cientistas da Universidade Tecnológica de Nanyang, em Singapura, anunciou em maio deste ano que está pesquisando formas de desenvolver “insetos ciborgues”. Basicamente versões híbridas de insetos e robôs. O caso principal de uso seria como mecanismo de resposta em emergências.

Uma barata robótica e autônoma, por exemplo, pode ser a diferença entre a vida e a morte no caso de vítimas de desastres como desabamentos e terremotos, dizem os pesquisadores.

Olhar Digital