Caixa conclui transferência dos valores do FGTS dos trabalhadores que aplicaram na Eletrobras

Ao mesmo tempo, banco finaliza hoje o calendário de pagamentos do Saque Extraordinário do FGTS

A CAIXA, enquanto Agente Operador do FGTS, repassou dia 14/06 para os Fundos Mútuos de Privatização — FMP o total de R$ 6 bilhões das contas do FGTS dos trabalhadores que participaram da compra de ações da Eletrobras.

Para viabilizar o uso do FGTS na oferta da Eletrobras, a CAIXA criou um processo 100% digital, por meio do App FGTS. Os trabalhadores puderam, de forma gratuita, indicar no aplicativo uma das 11 Administradoras FMP habilitadas a realizar a consulta e aplicação dos recursos do FGTS. Após essa etapa, os trabalhadores puderam procurar a Administradora escolhida e solicitar a reserva de valores para aplicação na Oferta.

O App FGTS ficou disponível do dia 27 de maio até 8 de junho para indicação das Administradoras FMP, operando 24 horas por dia, conforme cronograma da operação.

Balanço do FGTS na Oferta Pública:

No total, cerca de 370 mil trabalhadores tornaram-se donos da Eletrobras sem precisar sair de casa. Com uso de um telefone celular, milhares de pessoas adquiriram participação na maior empresa da América Latina no setor de energia com uso dos recursos de sua conta do FGTS.

Na operação, foram reservados cerca de R$ 9 bilhões pelos trabalhadores com recursos do FGTS para compra de ações da Eletrobras, superando em quase 50% o teto de R$ 6 bilhões, motivo pelo qual foi aplicado o rateio proporcional previsto nas regras da Oferta.

Em um período de quase 2 semanas, a CAIXA realizou cerca de 27,7 milhões de atendimentos nos canais físicos e mais de 2,7 milhões de downloads do App FGTS.